Bra  Eua  Spa  

Guimarães Rosa

Home / Guimarães Rosa

 

   Falar de Guimarães Rosa não é fácil, afinal, confunde-se várias vezes quem é Guimarães Rosa, e sua obra, por várias vezes eles se misturam, se perdem, suas entrevistas, se confudem com os diálogos de seus personagens. Resumir de fato não é aconselhável nem recomendado em uma vida onde tudo fez sentido, desde entrevistas, cada palavra, cada pontuação foi pensada, estudada diversas vezes antes de ser dita ou escrita, na vida dele não há acasos.

   

   Muitas vezes escuto as pessoas dizendo que tem ídolos, nunca havia dito ter ídolo, mas ao começar a pensar o que escrever para que soubessem quem era Guimarães Rosa e sobre sua principal obra, percebi que estava diante de um mito, e que agora tinha sim um ídolo, João Guimarães Rosa, ou Joãozito, como era chamado pela família. 

   

    Acredito que as pessoas que vierem até este site e se dedicar a ler o pouco do material que disponibilizarei, mesmo que poucas pessoas, terei alcançado meu objetivo, despertar nas pessoas o interesse pela cultura e seus bastidores, que um livro e seu autor são muito mais que meras palavras ali editadas e impressas, e Guimarães é um exemplo de homem de caráter e competência, um excelente exemplo. Mais do que o objetivo alcançado terei alcançado com louvor, pois consegui através do esporte chegar a cultura, uma via não muito habitual.

 

 

    GRANDE SERTÃO VEREDAS

        Sua principal obra, como gosto de dizer, a menina dos olhos dourados de Guimarãaes. Caso alguem queira ler a obra, para fazer o download em PDF CLIQUE AQUI.

          Para escrever Grande Sertão Veredas, Guimarães Rosa precisou de um pouco de inspiração sertaneja, e em 19 de maio de 1952, ele saiu acompanhando uma boiada, por 10 dias e 250 km, até a Fazenda São Francisco, em Araçai. Esta viagem foi cuidadosamente anotada em um diário, que mais tarde deu origem a um livro, A Boiada, tambem dispónivel para DOWNLOAD. 

        Na época recebeu três prêmios nacionais: o Machado de Assis, do Instituto Nacional do Livro em 1961 o Carmen Dolores Barbosa, de São Paulo em 1957; e a Paula Brito, do Rio de Janeiro. A publicação fez com que Guimarães Rosa encabeçasse a lista tríplice, composta por Clarice Lispector e João Cabral de Melo Neto, como os melhores escritores da terceira geração modernista brasileira

        Em 2002 recebeu do The Guardian, o prêmio dos 100 melhores livros de todos os tempos.

        As capas que viram no site, são algumas das diversas que foram publicacas mundo a fora, abaixo algumas das mais conhecidas.

 

 

capas

 

    BIOGRAFIA

        Há um trabalho cientifico que conta muito bem e de forma bem resumida quem de fato foi Guimarães Rosa, e como ocorreu sua morte, um mistério ate hoje não entendido, basta CLICAR AQUI.

    GUIMARÃES UM OBSERVADOR DE AVES

       Guimarães era tambem um grande admirador de aves, caso queira saber quais aves ele cita em Grande Sertão Veredas e seus cantos CLIQUE AQUI.

    

    ACADÊMIA BRASILEIRA DE LETRAS

        Ocupante da cadeira 2, e recebido por Afonso Arinos, ele foi eternizado junto aos Imortais da Acadêmia. No site da acadêmia tem mais informações, como seu discurso de posse. CLIQUE AQUI.